Networking e a pandemia: como estabelecer conexões autênticas em tempos de distanciamento social?

Networking e a pandemia: como estabelecer conexões autênticas em tempos de distanciamento social?

O networking é essencial não só para promover conexões com profissionais renomados, mas também para conhecer melhor seus colegas de trabalho, aprender e compartilhar mais conhecimentos durante a sua carreira e para a promoção de relações mais duradouras e autênticas. Durante o distanciamento social, redes profissionais, como o Linkdlen, reuniões e happy hours virtuais com colegas podem ser uma boa.

Publicado em 09 de julho de 2020

Em tempos de pandemia, até as formas de nos relacionar mudou. Pode ser difícil pensar em networking durante o distanciamento social, já que os escritórios e grande parte dos lugares públicos que frequentamos estão fechados. Porém, ele existe, passou por um processo de reinvenção e está mais presente – visto que permanecemos mais conectados e online do que nunca.

Talvez tenhamos este pensamento porque pensamos em uma concepção equivocada e restrita do networking: ele não se limita a conversas no elevador, nos ambientes das faculdades ou em lugares de trabalho; mas sim às conversas e relações profissionais que agregam valor para as partes envolvidas.

Como agregar valor às conexões profissionais?

É possível agregar valor por meio de habilidades e conhecimentos compartilhados, conselhos profissionais, ao contribuir com projetos sociais, ao divulgar cursos e webinares que você considere construtivas. Quer alguns exemplos do que pode ser feito? Compartilhe um curso gratuito que você gostou muito de ter feito com alguém, compartilhe dicas da sua área que possam contribuir de forma positiva para a vida de alguém (como dicas de marketing, dicas odontológicas, dicas psicológicas…), ajude alguém com dificuldades de acessar alguma plataforma virtual, etc.

Entrar em contato com quem você já teve algum tipo de conexão também é uma boa pedida para melhorar e impulsionar esses laços. Isto pode acontecer agradecendo alguém pela oportunidade do estágio que mudou a sua vida, mencionar alguma marca/empresa valorizando o bom atendimento que lhe foi dado, fazer com que os voluntários e pessoas que têm agido de forma positiva durante o momento de pandemia sejam percebidos em suas postagens, etc.

Em suma, as oportunidades de estabelecer e agregar valor nas relações profissionais traz à tona conexões autênticas, que geram possibilidades de conquistar um novo emprego, de prospectar negócios e de promover relações interessantes.

Certamente, nem sempre o networking trará informações e respostas desejadas. Muitas das vezes, a conversa pode se resumir a “onde você trabalha?”, “o que faz lá?” e “onde você mora?”. Então, é preciso se desafiar com perguntas mais profundas, relevantes e que possam gerar uma conversa mais longa e um relacionamento mais duradouro: “quais são as suas animações e motivações no momento?”, “o que você faz para se divertir?”, “você apoia algum projeto social?” e “quais são as características que você considera essenciais em um ser humano?” podem ser algumas delas.

Como estabelecer novas conexões e promover um contato contínuo durante o distanciamento social?

  • Esteja presente nas redes de contato, mas não seja invasivo
    Estamos vivendo um momento em que a carga emocional é muito forte e determinante. Isto significa dizer que a nossa memória não se esquecerá de grande parte do que estamos passando e com quem estamos mantendo relações durante este período. Portanto, antes de estabelecer uma nova conexão, se pergunte sobre como irá impactar positivamente a vida do outro. Pode-se mostrar interesse em estabelecer relações compartilhando conhecimentos, por exemplo.
  • “Quem não é visto não é lembrado”
    “Quem não é visto não é lembrado” e quem só é visto pode ser rotulado como interesseiro e não interessante. Perceba que a diferença entre os dois adjetivos está na forma como mostramos que estamos presentes. Até mesmo as relações profissionais precisam ser genuínas e estabelecer compartilhamentos agregadores. É preciso ter interesse verdadeiro nas pessoas e ir demonstrando como a sua presença pode ser positiva com o tempo.
  • Use a tecnologia a seu favor
    Agora é o momento de ousarmos da tecnologia e das inovações do mercado, já que os nossos compromissos e encontros se resumem a uma tela de computador ou do celular. Portanto, planeje encontros construtivos pelas plataformas virtuais, engaje e aprimore as suas conexões. Leve em conta que o networking não se limita apenas à conversas, mas também a encontros inesquecíveis juntos, como um café informativo, um happy hour e exercícios virtuais.
  • Por trás de uma foto e perfil nas redes sociais, tem a história completa de alguém
    Tenha sempre em mente que o espírito empático e solidário deve fazer parte de todas as suas relações pessoais e conexões com fins profissionais. Portanto, não ter cuidado com as palavras, com o tipo de pergunta e com demandas inconvenientes e fora de hora, pode prejudicar e trazer ruídos à comunicação que está tentando estabelecer. Por conta disso, defina bem a sua abordagem.
  • Determine suas metas
    Tenha em mente os seus objetivos com as suas conexões. Assim, as chances de criar laços mais assertivos e construtivos é maior. Se a sua intenção é aproveitar o período de distanciamento social para melhorar a sua postura diante de um público, por exemplo, que tal marcar um encontro virtual com alguma conexão que entenda do assunto? Em troca, você pode estar disponível para quando ele precisar também. Os seus conhecimentos e bagagem também são importantes.
  • Conheça o seu limite
    Nem todo mundo é extrovertido e disposto a estabelecer conexões e reuniões virtuais de forma contínua. Muitas vezes, pode ser por uma questão de timidez, por falta de liderança ou por simplesmente estar exausto das já existentes demandas rotineiras.

Tudo bem. Talvez a sua conexão do momento pode ser com um amigo que esteja disposto a trocar conhecimentos com você ou com um colega do trabalho antigo que quer saber mais sobre “quais são as suas animações e motivações no momento?”, “o que você faz para se divertir?”, “você apoia algum projeto social?” e “quais são as características que você considera essenciais em um ser humano?”.

Por fim, não se esqueça de que o networking estabelece conexões importantes e construtivas, e que ele não fica inexistente diante às medidas de distanciamento social, mas sim reinventado.

Pensando no aperfeiçoamento profissional, em compartilhamento de conhecimentos e na possibilidade de networking, a pós-graduação do Centro Universitário de Viçosa – Univiçosa está oferecendo 11 minicursos online, com emissão de certificado, no evento ‘Educação Continuada: o conhecimento que te conecta’. Os ministrantes são profissionais renomados com anos de experiência na área em que atuam. Confira a programação e informações completas e não perca a oportunidade de se tornar diferenciado.


Fonte: https://www.univicosa.com.br/uninoticias/noticias/networking-e-a-pandemiacomo-estabelecer-conexoes-autenticas-em-tempos-de-distanciamento-social