Gestor e aluno da Univiçosa realizam trabalhos voluntários na Zâmbia – África

Gestor e aluno da Univiçosa realizam trabalhos voluntários na Zâmbia – África

As ações envolvem o mapeamento da qualidade da água e soluções para o despejo de esgoto da região.

Publicado em 09 de agosto de 2019

Gestor do curso de Engenharia Civil, Adonai Gomes Fineza, em visita à escola da Zâmbia.

Durante o mês de julho, o Gestor do curso de Engenharia Civil, Adonai Gomes Fineza e seu aluno do 9º período, Wagner Victor de Andrade Cândido, realizaram diversos trabalhos voluntários na cidade de Kitwe, na Zâmbia, região sul do continente africano.

                                        

A viagem surgiu como uma oportunidade, através da ONG Unimil (Missão Unida Para a Vida), de colocar em prática o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) do estudante de Engenharia Civil, José Augusto Donato Fabricante, onde foram desenvolvidas tecnologias para melhorar o sistema de tratamento de água de forma sustentável e barata.

Uma das frentes da ONG está ligada diretamente a levar água para as comunidades africanas, contudo ainda não se possuía tecnologia de engenharia para o tratamento da mesma. Os trabalhos de melhoria foram realizados principalmente em uma escola local, que atende cerca de 750 crianças carentes.

     

Para melhorar o tratamento da água a equipe trabalhou principalmente com a cloração e filtração da água. Após os mapeamentos realizados foi visto que a região possui uma água ácida devido à quantidade de minério e cobre encontrados no solo.

Outra melhoria que o Gestor trabalhou na região foi o tratamento de esgoto: é comum na cidade ver o esgoto sendo despejado diretamente no solo, e tal prática é conhecida como Fossa Negra, essa forma de descarte pode contaminar o ambiente sendo altamente prejudicial à saúde.

Já para o tratamento do esgoto foi implantada uma fossa de evapotranspiração, um sistema de tratamento simplificado. É um sistema baseado em solo e plantas, apresentado como uma alternativa para sistemas convencionais de tratamento de esgotos, consistindo de um tanque retangular impermeável, preenchido com camadas de diferentes substratos e coberto por vegetais de crescimento rápido, como plantas de folhas largas, tais quais bananeiras, mamoeiros ou taiobas. Um recurso simples e barato, mas pouco utilizado e conhecido na região.

Para o Gestor do curso de Engenharia Civil, Adonai Fineza, os trabalhos realizados foi como “plantar uma semente para depois difundirem por aqui” e com o uso de recursos baratos e acessíveis a comunidade irá conseguir dar continuidade aos trabalhos iniciados.


Fonte: https://www.univicosa.com.br/uninoticias/noticias/gestor-e-aluno-da-univicosa-realizam-trabalhos-voluntarios-na-zambiaafrica