Engenharia Ambiental: a profissão do futuro

Engenharia Ambiental: a profissão do futuro

 

Publicado em 20 de novembro de 2017

Imagem: goo.gl/zUNYhM

Silmara Costa Silva: Engenheira Ambiental, Doutora em Solos e Nutrição de Plantas. Professora dos cursos de Engenharia Ambientel e Engenharia Química da Univiçosa.

Quando se fala em cursar Engenharia Ambiental, muitos dizem: “Legal, essa é a profissão do futuro!”.

Mas seria mesmo coisa do futuro? O meio ambiente precisa de soluções atuais, estratégias, pesquisas e muito trabalho para resolver os problemas causados pela ocupação humana inconsequente e descontrolada.

A preocupação com o meio ambiente é dever de todo cidadão, e não só dos engenheiros ambientais. Todos nós devemos ser ambientalmente responsáveis, na medida em que todas as nossas ações irão gerar algum impacto, seja ele negativo ou positivo.

Aí você deve estar se perguntando: onde entra o engenheiro ambiental nisso tudo?

Este sim será o cara, ou “a cara”, capaz de criar alternativas para mitigar, solucionar ou evitar os impactos causados pelas atividades antrópicas. Nosso papel é desenvolver tecnologias, processos e ferramentas para controle ambiental, visando à harmonia entre a sociedade e meio ambiente.

Costumo dizer aos meus alunos que ser engenheiro ambiental é muito mais do que ser ambientalista. São conceitos diferentes. O ambientalista é aquele que luta por um meio ambiente sustentável, que participa de um movimento ecológico ou movimento verde. Qualquer cidadão, dotado de juízo e bom senso, deveria ser um ambientalista por natureza. Não estou aqui concordando com atitudes extremas com as quais muitas vezes nos deparamos, mas apenas lembrando que se preocupar minimamente com o meio ambiente é dever de todos.

A Engenharia Ambiental vai muito além de ambientalismo. Ser engenheiro ambiental é ter conhecimento técnico suficiente para criar soluções, é ver o problema e saber como solucioná-lo. Ser engenheiro ambiental é conhecer a legislação e todos os seus gargalos, é conhecer ferramentas e softwares que auxiliem na tomada de decisão, é conseguir dimensionar qual será o impacto de nossas ações daqui a 50 anos, é conseguir colocar um preço para um dano ambiental, é saber que o pH de uma água vai mudar tudo quando o assunto é tratamento, etc. Ser engenheiro ambiental é ser dinâmico, criativo e estar sempre aberto para novos desafios. Um bom engenheiro ambiental é aquele capaz de usar a teoria para criar alternativas práticas, buscando um meio ambiente mais equilibrado.

E aí quando me dizem que a engenharia ambiental é a profissão do futuro, eu respondo:

“Sim, é a profissão do futuro, mas também é a profissão do presente, do agora, pois sem ela, não haverá futuro.”


Minha Univiçosa

Aqui você encontra os links de acesso ao Sistema Acadêmico, Moodle, Email, CPA, etc. Comece clicando em um dos botões abaixo.

Minha Univiçosa

Aqui você encontra os links de acesso ao Sistema Acadêmico, Moodle, Email, CPA, etc. Comece clicando em um dos botões abaixo.

Sistema Acadêmico
BBT - Alunos
SisEstágio
Alunos
Sistema Acadêmico
Docentes
Sistema Acadêmico
SisEstágio
Colaboradores